15/05/2016

Café Virtual





Dei por mim a reflectir, após uma manhã intensa de consultas, que o fenómeno das redes sociais e as aplicações de instant messaging, não têm necessariamente de ser só perverso e alienador. Detêm também alguma utilidade.

É inquestionável o facto das redes sociais terem contribuído para estados de alta dependência dos telemóveis e consolidarem, assim, o aparecimento daquelas que são as doenças recentes como a nomofobia, o síndrome do toque fantasma, depressão do facebook ou o transtorno de dependência da internet.
No entanto, como nas moedas, há um outro lado, e de facto tenho percebido, com os jovens que sigo em consulta, que estes aplicativos podem também servir para aproximar e reforçar relações.
Por um lado, o facto de grande parte das interações decorrer por via da escrita faz com que o conteúdo que se quer transmitir, no contexto de uma dinâmica específica, tenha que ser mais ponderado e reflectido. Percebe-se também que a escrita encerra uma ambiguidade com potencial de sedução tremendo, uma vez que abre espaço para alguma especulação. A ajudar a este facto está o novo "alfabeto" emoji que introduziu um novo colorido à linguagem escrita.
A meu ver, são os tempos modernos a reinventar o antigo hábito de "escrever uma carta", método claro e de exposição afectiva mais íntimo e honesto. Tal como o instant messaging.
Por outro lado, a possibilidade de ter sempre perto quem nós gostamos e com quem partilhamos interesses e objectivos, dá-nos a sensação de estar sempre junto deles como se à mesa de café nos encontrássemos, mesmo estando em cantos do mundo diferentes. Vou mais além na valorização desta mais valia, reconhecendo que até pode ter inclusive um enquadramento terapêutico se a concebermos como forma de combate à solidão. É bom sentirmo-nos acompanhados, nem que seja num café virtual do whatsapp!

Ah... E não desesperem se as baterias de todos os vossos smartphones e tablets acabarem. Privilegiem aquela que é a mais nobre forma de partilha, o contacto interpessoal com o outro. É através dele que podemos encontrar algo de nós e do outro que desconhecemos.

Até breve Utopia.
TP
SHARE:

Sem comentários

Enviar um comentário

© TIAGUTOPIA. All rights reserved.